This site uses cookies. To browse the site you are consenting to their use. Learn more about cookies. close

Portefólio

Minho

Palácio da Brejoeira
Alvarinho e Palácio da Brejoeira são quase sinónimos. É o produtor com mais história e tradição na produção de vinhos desta casta, quase podendo dizer-se que foi por causa dela que o vinho branco Alvarinho se tornou conhecido e tem hoje o estatuto que tem. A Quinta da Brejoeira, situa-se em Monção e é uma propriedade com 40 hectares, dos quais 18,5 de vinha exclusivamente plantada com Alvarinho. O ex-libris da quinta e da região é o seu palácio, uma grandiosa construção em estilo neoclássico, do final do século XVIII. D. Hermínia Paes presidiu aos destinos desta magnífica propriedade e foi a grande obreira do seu sucesso.
Ver Produtor
Quinta da Calçada
A Quinta da Calçada produz vinhos em Amarante desde 1917. Os 40 ha de vinha própria constituem o encepamento mais antigo da região e permitem à Quinta da Calçada interpretar diferentes Terroirs. Pertença da família Mota, a Quinta está intimamente ligada ao Hotel Casa da Calçada cujo Restaurante foi alvo de atribuição de 1 estrela Michelin.
Ver Produtor
Quinta de Covela
A Quinta da Covela  está localizada na fronteira entre a zona granítica da região dos Vinhos Verdes e a zona de xistos da região do Douro. São 49 ha de Quinta, dos quais 18 ha são destinados à produção de uvas para vinificação. Datada do Séc. XVI, a Casa da Covela, formada pelas ruinas do solar renascentista, os lagares e a capela, que testemunha a presença multisecular da produção de vinho e a importância histórica da quinta. Manoel de Oliveira já foi o proprietário até aos anos 90 ter sido novamente adquirida. Nesta Quinta pratica-se a agricultura biológica e na adega não se utilizam leveduras, sendo as fermentações espontâneas.
Ver Produtor
Teixeiró
A Quinta Situada na Região Demarcada do Vinho Verde, nos contrafortes a sul da Serra do Marão e virada para o Vale do rio Douro, tem uma casa característica dos séculos XIV/XV que mantém, no entanto, traços muito mais antigos. 
Após a destruição causada pela filoxera as vinhas foram replantadas – a partir de 1978 – com as melhores e mais tradicionais variedades, nela predominando o Avesso, tendo o Paço de Teixeiró 1985 sido o primeiro vinho lançado no mercado. Contrariamente à maioria dos vinhos da sua região, as vinhas desta Quinta estão assentes em solos xistosos, o que, associados ao clima moderado e fresco da Serra do Marão, lhe conferem características únicas para a produção dos Vinhos Brancos que lhe dão fama.
Ver Produtor
Imagem Principal 1
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo
Catalogo